10/07/06





















edição do autor, jornal do fundão,1967

4 comentários:

merdinhas disse...

Sequência Hatherly. Merecida.

belinha disse...

Tanto viajar, tanta Espanha, o mailart, Satie, o piano preparado do Cage, poesia, tanta referência que me escapa,-eu não sou culta -mas o que eu invejei mais foram os desenhos do Lorca.São originais?!Vi uma exposição sobre Lorca no Rainha Sofia e se não fosse crime e eu uma rapariga socialmente bem comportada teria roubado algum!Estamos muito mal treinados no prazer contemplativo, viciámo-nos em possuir tudo.Mesmo assim vim de lá com meia dúzia de postais ilustrados, que os reproduziam...

nnannarella disse...

Eu cá, muito zen me confesso, quanto ao possuir. Julgo que também é o que acaba por acontecer quando nos consciencializamos, mesmo bem, que passamos a vida a perder coisas e loisas.
Esta capa é bem zen, também.

sonia r. disse...

Um beijo de bom dia César.
Bela escolha.